Vasco na Libertadores: uma prova da força do clube e de sua torcida

Vasco na Libertadores: uma prova da força do clube e de sua torcida

- em Esportes
40
0
@PBPE

A comunhão entre a torcida e o time do Vasco no momento do gol: essa união é que faz do clube um gigante

Ao longo das 38 rodadas do Brasileiro de 2017, o Vasco passou por poucas e boas. A primeira, algo já comum nos últimos anos, foi o descrédito com que a equipe foi recebida por quase todos (dentro da imprensa esportiva, efetivamente todos). Só quem realmente levava fé no time era sua torcida.

As rodadas foram passando e os problemas sempre rondaram a equipe. Técnicos incapazes e/ou controversos, a venda do jogador que vinha sendo o destaque do time, arbitragens questionáveis (exemplificando: foram precisos 37 jogos e mais da metade de um tempo para que um juiz marcasse uma penalidade a favor do Vasco), uma punição com rigor exemplar, daquelas que só vemos sendo imposta ao cruzmaltino, instabilidade política por conta de uma eleição sob suspeita e já na reta final da competição, uma série de contusões que fizeram o restrito elenco vascaíno ficar ainda mais limitado.

Mesmo com tudo isso, a torcida sempre esteve presente, seja para espinafrar jogadores, técnicos ou a diretoria, seja para apoiar o time do lado de fora do estádio, passando sua força aos gritos para o time, do outro lado dos portões fechados de São Januário.

Por tudo isso, só estranha a Colina lotada numa partida contra um time já rebaixado e a festa por uma vaga numa pré-Libertadores quem não é vascaíno. Aqueles que não conseguem compreender que, na comunhão do time e da sua torcida no estádio erguido com o amor de quem carrega a cruz de malta no peito, o Vasco mostra seu real tamanho: gigante.

 

 

ESPN

Comente Pelo Facebook

Deixe Sua Opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também:

Comer queijo diariamente ajuda a prevenir infarto, diz estudo

Segundo pesquisa, “dose” considerada eficaz é de 40