REVOLTA: cidades de Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB rejeitam Banda Marcial tradicional no Desfile Cívico de 2017

REVOLTA: cidades de Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB rejeitam Banda Marcial tradicional no Desfile Cívico de 2017

- em Itambé, Notícias, Pernambuco
6570
1
@PBPE

O desabafo da Diretora Geral da Banda Fanfarra Simples Carlos Silva esta semana, nas redes sociais, comoveu centenas de pessoas, tanto na internet como fora dela

Para quem escuta ou lê a história de Elisabete Martins, Diretora Geral da Banda Fanfarra Simples Carlos Silva (B.F.S.C.S), não tem como não se sensibilizar e até se revoltar, sobre a forma como sua banda foi descartada do Desfile Cívico deste ano.

O desabafo tocante da Diretora Geral Elisabete Martins esta semana, nas redes sociais, comoveu centenas de pessoas, tanto na internet como fora dela, e ainda não se sabe os reais motivos pelos quais a banda deixou de tocar nas duas cidades irmãs (Itambé-Pedras de Fogo).  Confira abaixo os prints do desabafo de Elisabete:

Desabafo de Elisabete Martins, Dir. Geral do BF.S.C.S. (Imagem: Reprodução/Facebook)
Desabafo de Elisabete Martins, Dir. Geral do BF.S.C.S. (Imagem: Reprodução/Facebook)

A Banda Fanfarra Simples Carlos Silva (B.F.S.C.S) existe há 9 anos, vive de doações vindas de outras bandas e até recolhem alguns instrumentos que acham no lixo, onde o senhor Carlos Silva, o homenageado da banda, reforma esses instrumentos achados e utilizam na banda. Bandas das cidades de Camutanga-PE, Pitimbu-PB, e Goiana-PE, sempre que podem, ajudam doando alguns instrumentos que ainda podem ser utilizados. Confira a atual situação dos instrumentos da banda:

O senhor Carlos Silva, muitas vezes, tira dinheiro do próprio bolso, do pouco que ganha, para manter vivo seu sonho, que é manter a banda ensinando e tocando. Ou seja, o sonho do senhor Carlos Silva, além da satisfação e motivo de orgulho, a ideia é continuar ensinando a jovens, dando-lhes uma ocupação sadia, honrosa e disciplinar, sem contar na manutenção de uma tradição cultural.

A B.F.S.C.S nunca teve ajuda da Prefeitura de Itambé (cidade em que residem) e nem de Pedras de Fogo (onde também se apresentavam). A B.F.S.C.S com todas as dificuldades que passam, mesmo assim, já conseguiram mais de 15 troféus, que ganharam de apresentações em várias cidades da região.

A B.F.S.C.S foi excluída de várias apresentações que seriam feitas nas cidades de Itambé e Pedras de Fogo. No limite das duas cidades, foi instalado palanques para as apresentações dos dois municípios. As explicações para tal absurdo, por parte das duas cidades, ainda são muito vagas, causando constrangimentos e lamentações para todos.

O tema que a banda preparou para este ano, foi “Brasil, mostra a sua cara”, relatando os momentos políticos conturbados em que o país atravessa. Alguns componentes da banda usavam uma máscara, para enfatizar o tema.

Máscaras utilizadas por alguns componentes da banda. (V de Vendetta)
Máscaras utilizadas por alguns componentes da banda. (V de Vendetta)

Os organizadores queriam mostrar a real situação vivida pelo nosso país, mas no Desfile Cívico de Pedras de Fogo, não deixaram a banda chegar nem próximo ao palanque, e não leram sequer o texto explicativo do tema. As outras bandas apresentaram 3 músicas, enquanto a Carlos Silva, apenas uma, e nem chegaram a terminar direito, pois pessoas que estavam na organização e segurança do desfile, mandaram logo a banda sair.

A B.F.S.C.S sempre se apresentou em Pedras de Fogo, na UNA(Vila, que fica na zona rural de Pedras de Fogo-PB) e no distrito de Caricé(Itambé-PE), mas neste ano, a banda foi excluída de todas as escolas que a haviam convidado.

A B.F.S.C.S sempre puxava as Escolas Dulcinete Nunes de Medeiros, Dom Vital, Jacira César e a Creche Municipal, em Pedras de Fogo, mas lhe tiraram isso neste ano, deixando toda equipe decepcionada. A única escola que convidou para tocar foi a Escola Santa Mônica (Particular).

Um dia antes dos Desfiles, a B.F.S.C.S estava ciente que iria participar, em Pedras de Fogo, puxando escolas, quando o inesperado aconteceu… Uma pessoa responsável pelo encaixe das bandas de Pedras de Fogo, mandou avisar por terceiros, que a B.F.S.C.S estava excluída das apresentações. Ela fechou o encaixe das bandas, deixando B.F.S.C.S de fora. Toda a equipe da B.F.S.C.S ficou decepcionadíssima, após tanto trabalho e dedicação.

No único dia que a B.F.S.C.S se apresentou, todas as bandas participantes receberam lanches, exceto a B.F.S.C.S, deixando os componentes ainda mais decepcionados e desvalorizados, afirma Elisabete Martins.

Um dia antes do desfile, a banda precisou de dois instrumentos, mas ninguém se propôs a ajudar. No entanto, foi lembrado que a Escola Epitácio Pessoa tinha os instrumentos para compor uma banda, mas não tinham componentes para tocar. O destino realmente não aliviava para a B.F.S.C.S que tinha uma equipe totalmente pronta e teve que se virar de outras formas.

Para aumentar mais ainda esse drama da vida real, as fardas que já estavam prontas na costureira, onde já tinham combinado com a mesma que o pagamento seria feito pelo cartão, ela voltou atrás e exigiu em cima da hora o pagamento em dinheiro vivo, que só entregaria o material com o dinheiro na mão. Então, desesperada, Elizabete Martins deixou de pagar os óculos do pai para poder quitar o pagamento com a costureira.

A B.F.S.C.S lamenta muito tudo o que passou, a tristeza é grande pelo descaso e pela falta de respeito com todos da banda. São 9 anos de apresentações e muita luta, sem ajuda de ninguém. A B.F.S.C.S nunca teve lugar para ensaiar, pois ensaiam em frente à casa do senhor Carlos Silva. Os poucos instrumentos que têm, são guardados em sua casa, divididos pelos cômodos da mesma.

A B.F.S.C.S precisa de apoio, pois ensinam a jovens que têm o dom para tocar instrumentos musicais, mas falta alguém que os ajude. A banda precisa de patrocínio, já que nenhuma das prefeituras se interessam em ajudar, porque talento eles têm, o que falta é alguém que tenha a boa vontade de investir.

O Regente da banda Elisson Carlos, muito talentoso, com mais de 30 cadências criadas, foi tocar com a banda em uma cidade vizinha, e o mesmo gostou de uma cadência de uma banda local, então perguntou ao maestro se podia copiar. O maestro teria lhe dito o seguinte: “Se você conseguir, pode tocar!”. Daí, Elisson se reuniu com a banda e em mais ou menos 10 minutos, conseguiu executar a difícil cadência, recebendo elogios de todos os presentes, inclusive do próprio maestro, ainda perplexo com tamanho talento.

Neste período do Desfile Cívico deste ano, as únicas doações que a banda recebeu foram de: Mauricio Trevo Lages, João Veloso, Luciano Trajano e Lucas Romão. Doações essas, que ajudaram em uma parte da banda, mas que não pôde suprir tudo o que a banda precisava. Sem esquecer de Robson, da Banda Ronaldo Show, que sempre que pode, ajuda a B.F.S.C.S, doando peles usadas e alguns instrumentos, onde depois são restauradas pelo senhor Carlos Silva.

Robson, grande admirador da B.F.S.C.S, sempre fala aos novatos que, quem quiser aprender a tocar instrumentos, vá para a banda Carlos Silva, que é uma verdadeira Escola Musical. Confira a equipe administrativa da B.F.S.C.S:

Direção e Organização:

Regente: Elisson Carlos

Coordenadora: Elizangela Martins

Direção Geral: Elizabete Martins

Homenageado: Carlos Alberto Batista Silva

A B.F.S.C.S ainda pede explicações aos organizadores dos Desfiles Cívicos de Itambé-PE e Pedras de Fogo-PB, sobre os reais motivos de terem sido excluídos dos eventos.  E fazem ainda as seguintes perguntas: “Porque não fomos incluídos para puxarem as escolas, que há nove anos fazíamos?” “Foram porque usávamos as máscaras no desfile? Pois, se tivessem lido o histórico do tema, teriam entendido o que queríamos passar com elas.

Da Redação, PBPEISF.
“O portal que mais cresce na região.”

Comente Pelo Facebook

1 Comment

  1. Ginaldo dos santos marinho

    Hoje em dia as bandas só querem tocar fanfaras não que a fanfaras não sejam boas mais as bandas marcial mosteam o civismo gostei muito desse tema de abordar o que essa banda queria mostrar parabens banda bfscs

Deixe Sua Opinião!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também:

Grupo protesta na Lagoa contra preço da passagem de ônibus em JP

Com carros de som e apitaço, um grupo